Mês: outubro 2019

Carnaval 2020

A maior festa popular de todo o mundo, o carnaval é um dos grandes orgulhos do povo brasileiro, que tem nele uma das maiores expressões de sua cultura. Pessoas de todos os lugares do planeta, atraídas pela alegria contagiante dos brasileiros, costumam vir para o país à busca de mais diversão e da possibilidade de conhecer mais sobre essa festa que costuma parar (literalmente) o país.

Se você quer saber mais sobre o carnaval 2020, que é a data comemorativa mais movimentada de todo o calendário brasileiro, aqui nós reunimos as melhores informações e vamos indicar para você com exclusividade e riqueza de detalhes.

Vamos lá?

Veja quantos dias faltam para o Carnaval 2020.
hoje é .
Carnaval é uma grande comemoração anual, que marca um dos períodos mais longos de festividade no Brasil. Carnaval 2020: É comemorado entre os dias, 24, 25 e 26 de fevereiro 2020.
Faltam 72 dias para o dia do Carnaval 2020
dia da Mentira
Fevereiro 2020
DoSeTeQuQuSe
26272829303101
02030405060708
09101112131415
16171819202122
23242526272829
01020304050607
25: Carnaval
26: Cinzas

As Origens do Carnaval

A origem da festa está relacionada a alguns rituais de fecundidade da terra, organizados na passagem do ano e no início da primavera. As pessoas costumavam pedir boas colheitas e agradecer quando as obtinham. Sendo assim, no princípio a festa carnavalesca (que ainda não tinha esse nome) tinha como objetivo unicamente proporcionar a confraternização das pessoas que haviam conseguido boas plantações e colheitas.

Sobre o Carnaval

Cores vibrantes, música animada e espetáculo sem fim fazem parte do carnaval, uma celebração que dura vários dias no Brasil. A festa é conhecida como o MardiGras do hemisfério sul, graças à vibe estridente e roupas coloridas que enchem as ruas por dias a fio. Celebrações e desfiles são realizados em todo o país, principalmente na cidade do Rio de Janeiro e nos estados brasileiros da Bahia e Pernambuco, e os viajantes podem se tornar parte da ação. As celebrações de carnaval variam, mas os visitantes podem sempre esperar um grande momento, com toneladas de dança e bebida, em qualquer parte do Brasil.

História

O Carnaval começou na década de 1830 como uma continuação da tradição portuguesa de celebrar e ceder no dia anterior à Quaresma. Quaresma é o período de 46 dias observado principalmente pelos católicos romanos como um meio de sacrifício e abstinência em preparação para a Páscoa. Durante o final do século XIX, músicos de rua e dança foram introduzidos no Carnaval do Rio de Janeiro, além de fantasias temáticas e a tradição de eleger o “rei” do carnaval. A celebração inclui música ao vivo, performances de rua, dança, carros alegóricos, fantasias, comida e bebidas.

O Sentido Trazido pela Igreja Católica

A Igreja Católica, numa tentativa de “cristianizar” os festejos carnavalescos, criou um período de penitência logo após o carnaval, a chamada “Quaresma”. E aproveitou-se do fato de que a festa já vinha tomando ares de devassidão e luxuria, para dizer que os fieis participavam dos prazeres da carne de depois eram chamados a fazer penitência, na abstinência quaresmal. Não a toa a quarta-feira de cinzas ocorre logo após os festejos carnavalescos. O simbolismo da cinza é exatamente o da penitência.

Como o Molde atual Chegou até Nós

Mas é fato que não foi esse o sentido que se firmou. Para o Brasil, por exemplo, o modelo de festa que se sagrou foi o que nos chegou por meio dos europeus, principalmente Itália e França, no século XVII. Esse modelo era o de uma festa mais pura, onde as pessoas se fantasiavam e iam às ruas unicamente com o intuito de se divertir.
O que hoje predomina no carnaval do Brasil são os bailes, os desfiles, os blocos e os carnavais de rua. Trata-se de um momento de diversão liberada e que pode ser muito bom para as pessoas, desde que tenham os devidos cuidados com sua segurança e saúde.

Carnaval do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro tem uma das festas de carnaval mais conhecidas. Possui mais de 100 paradas de blocos, muitas das quais são apoiadas pelos alunos e funcionários das escolas de samba da cidade. O Carnaval do Rio é fortemente influenciado pelas favelas, os bairros mais pobres da cidade. Os moradores de favelas são frequentemente membros de escolas de samba locais e participam extensivamente de apresentações em grupo. Grupos famosos incluem Banda de Ipanema, Carmelitas, Cordão do Bola Preta e Suvaco do Cristo.

Cada bairro da cidade tem sua própria banda de rua, com mais de 300 bandas participando da folia. A celebração é o culminar de meses de preparação e reúne muitos tipos diferentes de pessoas.

Bahia

Carnaval da Bahia 2020 – A Bahia, localizada no nordeste do país, incorpora as influências africanas de sua população. O Carnaval integra reggae e ritmos africanos tradicionais. O Carnaval da Bahia conta com quatro grupos principais: Trios Elétricos, Indiano, Blocos Afro e Afoxés. Os Trios Elétricos fazem a alegria das pessoas nas ruas, arrastando multidões por todos os locais por onde passam. Os grupos indianos tiram seu estilo dos filmes ocidentais dos Estados Unidos e se vestem de americanos nativos, adotando nomes nativos americanos durante a celebração. Grupos Blocos Afro derivam sua influência do movimento orgulho negro e apresentam música reggae denunciando a opressão e o racismo. Os afoxés derivam sua música do candomblé, uma religião de inspiração africana.

Pernambuco

Carnaval de Pernambuco 2020– O Pernambuco, na região nordeste do Brasil, também apresenta influências africanas em seu carnaval. Grandes desfiles e danças de rua começam uma semana antes do início do Carnaval e terminam na quarta-feira de cinzas. Os grupos incluem CrazyLover, Olivia’sUnderpants e The Midnight Man, que apresenta uma boneca gigante como líder do grupo. Pernambuco criou o Frevo, predominante nos desfiles e festas do estado. Grupos organizados e indivíduos improvisantes dançam lado a lado nos desfiles.

Esses são três locais onde é possível se festejar um dos maiores e mais animados carnavais de 2020 de todo o Brasil.

Essa é uma festa que realmente traz muitas alegrias para a população e merece o destaque com o título de maior festa popular do mundo. Participe e certamente você não irá se arrepender!




Dia do Evangélico

O Dia do Evangélico é comemorado no Estado do Acre anualmente no dia 23 de janeiro e tem como principal objetivo render homenagens aos homens e mulheres que decidiram dedicar suas vidas ao conhecimento e à observância do Evangelho do Senhor Jesus Cristo.

As contribuições dadas pelos seguidores do Evangelho ao processo de desenvolvimento da nossa história como nação também são lembradas e comemoradas neste dia, pois a presença de missionários de Igrejas Cristãs Evangélicas em território brasileiro ajudaram na formação cultural e religiosa brasileira, oferecendo às pessoas a oportunidade de conhecer outras opções de desenvolvimento da fé.

É por isso que hoje queremos falar sobre o Dia do Evangélico e o quanto ele é relevante para a sociedade brasileira, que pode encontrar em suas raízes um pouco da identificação que possui com boa parcela da população.

Veja quantos dias faltam para o dia do Evangélico 2020.
hoje é .
O Dia do Evangélico é celebrado anualmente no Estado do Acre no dia 23 de janeiro
Faltam 39 dias para o dia do Evangélico, dia 23 de janeiro 2020
O Dia do Evangélico é comemorado no Estado do Acre anualmente no dia 23 de janeiro
Janeiro 2020
DoSeTeQuQuSe
29303101020304
05060708091011
12131415161718
19202122232425
26272829303101
02030405060708
01 – Confraternização Universal e Ano Novo
23: Dia do Evangélico

Dia do Evangélico Feriado Estadual

É de grande importância indicar que o Dia do Evangélico não é apenas uma data comemorativa elencada no calendário acreano, igual a todas as outras. Ainda mais que isso, ao governo estadual pareceu relevante dar a essa comemoração o status de feriado estadual, tamanha a importância observada diante da proposta.

Sensível à necessidade de proporcionar maior valorização às pessoas evangélicas que compõem a população do Estado, a Assembleia Legislativa analisou o projeto e deu o seu aval, concordando com a iniciativa. E desde então o dia 23 de janeiro passou a ser comemorado em todo o território estadual como o Dia do Evangélico.

Há muito se cobrava algo assim…

Não somente no Estado do Acre mas em todo o Brasil sempre houveram cobranças da parte dos evangélicos para que houvesse um dia de feriado para que eles celebrassem sua memória e tradição. A argumentação sempre foi a de que existem diversos feriados ligados à tradição católica e os evangélicos se sentiam incomodados com isso. Foi por esse motivo que o Governo e a Assembleia Legislativa do Estado chegaram à conclusão de que seria necessário algo assim, utilizando-se então de seus poderes administrativos para instituir e colocá-lo dentro do calendário de festividades próprias do Estado.

Porém, sob a argumentação de que os feriados católicos não relembravam a tradição e doutrina do povo católico, posteriormente foi também instituído o feriado do dia do católico, também comemorado no mês de janeiro.

Comemoração Nacional do Dia do Evangélico

A nível nacional os evangélicos também possuem um dia em especial para relembrar sua memória, embora esse não seja um feriado nacional, que é o dia 30 de novembro, considerado feriado apenas no Distrito Federal por força de uma Lei Distrital, que assim considera o Dia do Evangélico dentro dos limites do DF.
O Governo Federal decretou o dia 30 de novembro como o dia para se comemorar a doutrina evangélica no ano de 2010, por meio do Decreto de Lei12.328, mas este não lhe conferiu status de feriado ou sequer ponto facultativo. Ou seja, as atividades trabalhistas acontecem normalmente nesse dia, com exceção do Distrito Federal.

É interessante ainda comentar que a 19ª Vara do Trabalho de Brasília afirmou que nesse dia os servidores federais devem trabalhar normalmente, mesmo os que exercem suas atividades no Distrito Federal, pois um feriado distrital não pode atingir a esfera federal, ainda que as atividades sejam executadas dentro da jurisdição geográfica.

Transferência do Feriado para Sexta-Feira

O Estado do Acre possui uma Lei (2.126/2009) que prevê que a maioria dos feriados estaduais que ocorram de terça a quinta-feira devam ser transferidos para a sexta-feira subsequente. Portanto, ocorrendo o fato de o feriado não acontecer na segunda ou na sexta-feira, ele será transferido para a sexta posterior.

Nesse Dia do Evangélico queremos prestar nossas justas homenagens a todos os evangélicos que vivem em nosso país e aos acreanos em particular, já que nesse dia temos a oportunidade de comemorar os feitos de uma organização que muito tem contribuído com o desenvolvimento do nosso país.