Tiradentes – Quem foi esse “Herói”?

O calendário de datas comemorativas do Brasil é bastante vasto e muitos “heróis” da pátria são lembrados nele. É o caso de Tiradentes, cuja memória recordamos no dia 21 de abril, anualmente.

Esse é um dos nomes que fazemos questão de recordar quando falamos sobre a história do Brasil porque trata-se de uma das mais emblemáticas figuras em relação a esse tema; um homem que possuía excelentes relações sociais, boa influência política, bons amigos e severos inimigos.

Para saber mais sobre o dia de Tiradentes e sua importância para a história do Brasil, aqui temos uma excelente explanação sobre o assunto.

Quantos dias faltam para o dia de Tiradentes 2020?
hoje é .
O dia de Tiradentes é celebrado dia 21 de abril
Faltam 189 dias para o dia de Tiradentes, dia 21 de abril 2020
Dia de Tiradentes
Abril
DoSeTeQuQuSe
29303101020304
05060708091011
12131415161718
19202122232425
26272829300102
03040506070809
01: Dia da Mentira 10: Paixão de Cristo
12: Páscoa 19: Dia do Índio
21: Tiradentes 22: Descobrimento do Brasil

Quem foi esse “Herói”?

Tiradentes era um “apelido” de Joaquim José da Silva Xavier, um dentista que se tornou bastante conhecido na história por participar da Inconfidência Mineira (1789), um movimento que tinha como objetivo emancipar a capitania de Minas Gerais da Coroa Portuguesa. Essa revolução teve cunho social e político, além da ideologia de libertação que fora incutida na cabeça das pessoas.

O problema central a ser combatido foi a cobrança de altíssimos impostos, cobrados por Portugal, que estavam sacrificando as pessoas da Capitania de Minas Gerais.

A situação já vinha ruim há muito tempo, mas tornou-se completamente insustentável no ciclo do ouro, quando a cobrança de impostos pesou ainda mais devido à extração do metal.

Como um dos líderes do movimento, Tiradentes obteve bastante destaque nesse movimento, tornado-se um ícone dessa batalha.

Mas as pessoas não ficaram a favor do movimento

O movimento da Inconfidência Mineira, embora falasse por toda a sociedade da Capitania de Minas Gerais, não era de conhecimento de toda a população, mas somente da elite que se insurgia contra a atuação de Portugal em toda a Colônia do Brasil. Os rebeldes, dispostos a dar um golpe no dia da cobrança de impostos, foram descobertos e presos pelos militares portugueses.

A população não tinha conhecimento do ocorrido e acabou ficando contra os inconfidentes, que foram punidos com os rigores da lei.

É claro que houveram várias pessoas que ficaram a favor da revolta, mas não puderam se manifestar publicamente porque precisariam estar também dispostas a enfrentar a fúria a Coroa Portuguesa, que cada vez se mostrava mais intolerante com a atuação de rebeldes que afrontavam o Reino.

Sua História e a Perseguição Sofrida

Ele era um cidadão comum, que vivia e trabalhava na Capitania de Minas Gerais. Entretanto, era um homem politizado, letrado e conhecedor das leis. Devido ao seu alto grau de inteligência, ele sempre se mostrava receoso com a situação política do Brasil. Assim, diante de um quadro econômico ruim, ele e alguns companheiros decidiram lutar por melhores condições de vida, enfrentando os guardas portugueses que faziam a segurança da Capitania.

Infelizmente a história de Tiradentes terminou de maneira trágica, pois seus ideais de liberdade não agradavam a Coroa Portuguesa. Como forma de silenciá-lo e dispersar o movimento, os guardas portugueses, a mando do Rei, o enforcaram e esquartejaram em praça pública no dia 21 de abril de 1792.

Isso se deu logo depois de a Coroa descobrir os planos dos insurgentes, conforme falamos anteriormente. Para conter a ação articulada, Tiradentes foi punido de maneira exemplar, o que de fato amedrontou os companheiros que permaneceram livres, pois estes recuaram e não mais incomodaram o Governo de Portugal.

A relação entre a Inconfidência Mineira e o processo de Independência do Brasil

Não existem relações diretas entre a Inconfidência Mineira e a Independência do Brasil, mas indiretamente houveram muitas ligações entre um e outro movimento.

Os inconfidentes foram uma espécie de exemplo de pessoas que ousaram enfrentar Portugal em nome de sua liberdade. E isso é algo tão significativo que os mesmos ideais foram abraçados pelos rebeldes que queriam a liberdade do Brasil e decidiram lutar.

Sabedores de que os inconfidentes mineiros tentaram e não obtiveram êxito em sua luta, os defensores da independência corrigiram alguns erros que foram cometidos na batalha que se deu na Capitania de Minas Gerais e então conseguiram a tão sonhada liberdade.

Em suma, todas as ações dos inconfidentes mineiros tiveram íntima relação com os eventos da Independência do Brasil, embora um não tenha sido resultante do outro e suas motivações não tenham sido exatamente as mesmas.

Por isso podemos dizer que, ainda que indiretamente, Tiradentes também foi um dos nomes relacionados ao processo de Independência do Brasil, o que dá a ele relevante significado para toda a nossa história, justificando ainda mais a instauração dessa data comemorativa.

Herói Nacional, Patrono Cívico do Brasil e Patrono das Polícias Militares e Polícias Civis

Dada a sua bravura e ímpeto em lutar pela Pátria, pagando com a própria vida os seus atos, Tiradentes alcançou o reconhecimento de seus esforços e o respeito de todo o povo brasileiro, motivo pelo qual passou a ser tratado como um herói nacional e Patrono Cívico do Brasil. Além disso, em reconhecimento à sua coragem, foi intitulado Patrono das Polícias Militares e Polícias Civis dos Estados.

Em homenagem a ele, o dia 21 de abril (dia de sua morte) tornou-se feriado nacional por força da Lei Federal 4.897/ 1965.

Nesse dia de Tiradentes, que nossa consciência cívica tenha um grande despertar e que aprendamos com ele a lutar por nossos ideais e pela nossa Pátria!