Quarta-Feira de Cinzas 2020

Um dia de jejum, oração e penitência, a Quarta-Feira de Cinzas surge anualmente para os cristãos como a possibilidade de reconstruir o laço de união com o Senhor, redimir-se de seus pecados e se tornar uma pessoa melhor.

Dito tudo isso, seria muito difícil não concluir que trata-se de um dia de suma importância para os cristãos e todas as pessoas que afirmam crer que a penitência enobrece o espírito e deixa a alma mais próxima do Senhor.

Quantos dias faltam para o dia de quarta-feira de Cinzas 2020?
hoje é .
Quarta-Feira de Cinzas o início do período da Quaresma. É uma data móvel, em 2020 é celebrado dia 26 de fevereiro.
Faltam 134 dias para celebração da quarta-feira de Cinzas de 2020
Quarta-Feira de Cinzas
Fevereiro 2020
DoSeTeQuQuSe
26272829303101
02030405060708
09101112131415
16171819202122
23242526272829
01020304050607
25: Carnaval
26: Cinzas 2020

Falando sobre a Quarta-Feira de Cinzas

A quarta-feira de cinzas é uma data que faz parte do calendário litúrgico da Igreja Católica e marca o início do período da Quaresma, tempo de penitência e reflexão proposto aos fieis como forma de se redimir dos seus pecados. A celebração desse dia se dá anualmente logo após o carnaval.

Essas comemorações estão intimamente ligadas às festividades da Páscoa, que é a celebração da ressurreição de Jesus.

A título de curiosidade, o surgimento dessa comemoração data de muitos séculos, remontando ainda aos primórdios do cristianismo e trazendo suas bases diretamente da Sagrada Escritura, tanto dos textos do Antigo quanto do Novo Testamento, já que em ambos o apelo à conversão e à penitência é algo muito forte.

O deserto e a tentação de Jesus

Conforme já mencionado, a Quarta-Feira de Cinzas marca o início da Quaresma, período em que relembramos a estadia de Jesus no deserto e a tentação sofrida. É por isso que os fiéis se dedicam ao jejum e à oração, pois a Bíblia relata que foi assim que Jesus passou os 40 dias de provação e de tentação.

Então, podemos também concluir que a proposta feita pela Quarta-Feira de Cinzas e por todo o tempo que se estende entre ela e a Páscoa é de uma vida pautada na paz e na santidade.

Para os que creem em Jesus o ideal de vida é exatamente esse: construímos a vida em santidade, fazendo penitência pelos nossos pecados, a fim de ressuscitarmos com Cristo para vivermos com Ele em sua glória.

A Tradição Religiosa Marca esse Dia

Não há celebração sem prática religiosa porque essa é de fato uma celebração de cunho religioso, eminentemente católico romano, embora compartilhado com algumas outras religiões que também se dão a essas práticas por fé e devoção. Mas é fato que praticamente somente os cristãos católicos veem de fato o sentido de participar de tal evento anualmente, sendo este um dos fundamentos da sua prática religiosa. Isso porque ele está atrelado ao sentido católico de ver a morte e ressurreição de Jesus e reviver esses momentos por meio da Quaresma, Semana Santa, Tríduo Pascal e Páscoa, tudo isso seguindo os preceitos religiosos da Igreja de Roma.

Algumas Igrejas de confissão protestante também costumam comemorar, mas apenas as de costumes tradicionais. As Igrejas neopentecostais (ou renovadas) não tem esse tipo de costume porque julgam incorreto esse tipo de prática de fé.

O “Dia das Cinzas”

É interessante notar que esse dia tem um simbolismo todo especial relacionado às cinzas, que na visão religiosa representa o arrependimento e a busca pela conversão, que é o início de uma vida nova. Isso explica por que a Igreja criou o costume de celebrar a quarta-feira de cinzas logo após o carnaval: as pessoas se divertem com a carne e em seguida são chamadas a fazer penitência para reparar os seus erros.

Mas não se trata de “perdoar os pecados” de quem se divertiu no carnaval: o significado mais profundo é de fato um chamado à conversão. Aquele que se encontra em pecado, se arrepende dos maus caminhos e deseja se reaproximar de Deus precisa reconhecer os seus erros e se penitenciar para só depois conseguir voltar ao estado de graça e se reaproximar do seu Senhor. E as cinzas simbolizam isso: “Lembra-te de que és pó e ao pó hás de voltar”.

O ideal é corrigir os maus caminhos e não voltar a pecar

Os nossos ouvidos devem ser capazes de escutar aquilo que Jesus disse à mulher adúltera quando a sociedade queria apedrejá-la e Ele a salvou: “Vai e de agora em diante não voltes mais a pecar”.

A mensagem de todo o período que a sucede até a Páscoa é exatamente essa: Deus perdoa os pecados da humanidade e a convida a viver permanentemente em graça e santidade.

Campanha da Fraternidade

A Igreja Católica no Brasil tem o costume de iniciar nesse dia o período da Campanha da Fraternidade, sempre valendo-se de temas que chamem a atenção dos fieis e da sociedade em geral para os problemas sociais enfrentados pelas pessoas. Essa é uma maneira de convidar à penitência: descobrir as mazelas sociais e fazer o bem ao outro.

Os cristãos que veem na quarta-feira de cinzas 2020 a oportunidade de começar uma mudança de vida podem e devem se dedicar a essa prática, pois assim poderão de fato praticar a penitência e atingir o nível de espiritualidade que desejam dentro de sua Igreja.

Com a celebração da Quarta-Feira de Cinzas os cristãos creem que estão construindo uma nova história, pautada na constante luta pela conquista do Reino dos Céus, que necessariamente passa pela fraternidade e a construção do bem para todas as pessoas.