Dia de Finados

Um dia reservado ao luto e à memória das pessoas que se foram antes de nós… Esse é o sentimento que se apossa de nós quando chega o Dia de Finados, uma data comemorativa de luto e resignação que procura nos ensinar o verdadeiro sentido da vida sem nos tirar a maior certeza que podemos ter na vida, que é a de que mais cedo ou mais tarde o nosso fim há de chegar. Para uns, trata-se de uma passagem para a eternidade. Para outros, a passagem para outro plano espiritual. E para outros, ainda, apenas o fim da existência e o início do descanso eterno.

Mas independentemente de tudo é fato que o que se deseja nesse dia é fazer memória aos falecidos, que realmente são merecedores depois de terem vencido essa batalha tão árdua que é a vida.

Como surgiu essa comemoração? Por que as pessoas criaram o costume de celebrar a memória dos mortos no dia 02 de Novembro? É o que iremos explicar agora!

Quantos dias faltam para o dia de Finados de 2020.
hoje é .
O dia de Finados é feriado nacional, celebrado dia 02 de novembro.
Faltam 384 dias a partir do dia de hoje para o dia de Finados 2020
02 de Novembro dia de Finados
Novembro
DoSeTeQuQuSe
01020304050607
08091011121314
15161718192021
22232425262728
29300102030405
06070809101112
Legenda Feriados Nacionais  Feriados Nacionais   Legenda Feriados Nacionais  Eventos Diversos

Uma Tradição Religiosa

A religião é uma das grandes fundamentadoras de diversas comemorações que conhecemos no decorrer dos anos devido aos costumes milenares que vêm acompanhando a história do cristianismo. Normalmente temos a celebração dos santos, da Mãe de Jesus e também de Deus Pai, Filho e Espírito Santo. Mas existe também este dia, único em todo o calendário litúrgico e civil, que traz a comemoração em respeito a todos os falecidos, como forma de prestar-lhes honras, memória e de orar por eles.

Portanto, a celebração de Finados chegou até nós por força de tradição, vinda de nossos antepassados e passada de geração em geração.

A relação purgatório x Dia de Finados

O Dia de Finados é parte da tradição católica, que o fundamenta em sua crença na existência do purgatório, segundo a qual, após a morte do ser humano, as almas vão para um local de purificação, onde irão expurgar seus pecados para depois irem para o céu. A piedade popular leva os católicos a essa crença por crer que Deus é pura misericórdia e por isso dá aos seus filhos a oportunidade de se redimir e corrigir os seus maus caminhos também nesse período pós-morte.

Mas então, você pode estar se questionando, qual a relação entre o purgatório e a comemoração desse dia?

Como a Igreja afirma que as orações dos fieis abrandam a “pena” do purgatório, criou-se então o costume de se rezar pelos defuntos, que inclusive está nos costumes católicos como o exercício de uma obra de misericórdia.

Foi baseado nisso que no século X o Dia de Finados foi instituído oficialmente pela Igreja Católica. Antes, porém, já há indícios de que os seguidores do Bispo de Roma já tinham o costume de orar pelos mortos, havendo registros desse tipo desde o século II, havendo relatos de pessoas que tinham por costume essa prática e que afirmavam ser bastante salutar para as almas.

Pregações dos Grandes Padres da Igreja

Diversos padres da Igreja, como Santo Atanásio e Santo Agostinho já demonstravam, desde a antiguidade, o apreço da religião pelos fiéis defuntos, por quem ela pedia orações especiais e sacrifícios em sufrágio pelos pecados cometidos em vida, a fim de que o mais depressa possível Deus os perdoasse e os levasse para junto de si.

Esses grandes pregadores da doutrina católica fizeram com que diversos fiéis chegassem à compreensão de que essa era a melhor maneira de ajudar alguém que já havia falecido e por quem gostariam de oferecer o sufrágio.

E foi devido a isso que mais tarde a Igreja indicou como uma das maneiras de se obter as indulgências (que são o perdão das penas dos pecados cometidos) a visita ao cemitério para orar pelos defuntos.

Por isso as pessoas piedosas criaram o costume de visitar o cemitério no Dia de Finados e orar pelos falecidos. Dessa forma, esperavam obter de Deus expiação da pena dos seus pecados.

É interessante esclarecer, em caráter de conhecimento histórico, que as indulgências não foram criadas com o objetivo de perdoar os pecados, mas sim de se obter o perdão da pena do purgatório. Pois para a Igreja Católica a única maneira de se obter o perdão dos pecados é por meio da confissão sacramental.

A Escolha do Dia de Finados

A escolha do dia 02 de Novembro, entretanto, se deu somente no século XIII e foi feita devido a esse dia suceder a solenidade de Todos os Santos, que é tradicionalmente comemorada no dia 1º de Novembro. Como se celebrava todos os santos na véspera, a ideia foi associar os irmãos falecidos aos santos (anônimos) celebrados no dia anterior.

Obras de Misericórdia

Conforme  já dissemos, a Igreja Católica diz, em seu catecismo, que rezar pelos mortos é uma obra de misericórdia que todos os fieis devem praticar para alcançar a plenitude de sua espiritualidade. A ideia é que os fieis exercitem a misericórdia para que também sejam agraciados por Deus, obtendo bênçãos e o perdão de seus pecados.

Para os que creem, o Dia de Finados é uma oportunidade de orar por seus entes queridos e amigos falecidos, a fim de que o mais depressa possível possam deixar o purgatório e se encontrarem com Deus, no céu.

Você crê?

Então ore e tenha confiança na misericórdia de Deus!